quinta-feira, 12 de junho de 2008

Um comentário:

joiceb disse...

Boa tarde,
Essa oficina parece-me bastante interessante.
Gostaria de saber se teria condições de ministrá-la aqui em Salvador-Ba.

"Estar atento significa estar disponível ao espanto. Sem espanto não há ciência, não há criação artística. O espanto é um momento do processo de pesquisa, de busca. Essa postura de abertura ao espanto é uma exigência fundamental ao educador e à educadora. [...] O espanto não é o medo que ele tem nem é coisa de ignorante. O espanto revela a busca do saber."(Paulo Freire)

Cartilha burnout em professores. Distribua!

Análise do desenho infantil em perspectiva psicopedagógica